IPCA

0,45

INPC

0,40

IGP-M

0,89

SELIC

0,52

sobre a fecomércio

Entidade do Sistema Confederativo do Comércio, fundada em 29 de agosto de 1979, apostilada no Ministério do Trabalho em 11 de novembro de 1979,como representante das entidades sindicais de primeiro grau e das categorias empresariais inorganizadas (ou seja, sem representação sindical em primeiro grau) das atividades de comércio de bens, serviços e turismo, com abrangência em todo o Estado de Mato Grosso do Sul.

Com a divisão territorial, fez-se necessária a divisão de diversos organismos ligados à área, e, num primeiro momento, foi agilizada a divisão das estruturas regionais do SESC-Serviço Social do Comércio e do SENAC – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, sendo os Regionais instalados em 01 de abril de 1980, tendo essa estruturação coincidida com a da própria entidade.

A partir de então, passou a ter papel de grande importância no desenvolvimento do Estado, dando suporte à instalação de vários organismos de interesse da comunidade empresarial, principalmente, os Conselhos Regionais de diversos segmentos profissionais, tendo finalizado com o Conselho Regional dos Representantes Comerciais.

Teve papel fundamental na criação regional da Justiça do Trabalho, primeiro com a criação da 10.ª Região, pois, até então, o Centro-Oeste estava jurisdicionado ao Sudeste, dando suporte à instalação de Juntas Trabalhistas no interior do Estado, quando então, a Justiça especializada instalou-se com jurisdição em todos os municípios, e mais tarde, na criação do Regional de Mato Grosso do Sul.

A instituição é apartidária, mas não se ausenta do debate dos grandes temas econômicos e sociais do Estado e do país. Tem participado ativamente em colaboração objetiva com os poderes constituídos fazendo o seu papel de protetora dos assuntos inerentes aos seus representados, sem deixar de contribuir efetivamente no que concerne as atividades sociais.

Tem focado sua atuação em programas de resultados, evitando a autopromoção, mas preocupando-se apenas em lançar alicerces com profundidade junto aos mais diversos segmentos, quer seja de valorização humana e social, quer seja de valorização econômica. Com amplo apoio aos programas culturais e educacionais, com ênfase na oferta de mão de obra qualificada e lazer aos colaboradores de seus representados.

A entidade entende que na construção de uma sociedade estruturada com laços em todos os setores produtivos, produz o incentivo da população em geral ao interesse no desenvolvimento global.

O Estado passou por alguns momentos difíceis e retardou o seu desenvolvimento econômico, principalmente, por falta da manufaturação dos seus produtos, vez que ao encaminhar a nossa produção para outros estados, estes seguiam na forma inatura, sem agregarmos beneficiamento, o que manteve durante longo tempo um crescimento de pouco resultado, mas, apesar da demora, no momento vivemos a euforia do aproveitamento dos nossos recursos naturais, explorando áreas virgens e instalando indústria de peso, favorecendo o desenvolvimento em todos os setores da economia.

Em síntese, a FECOMÉRCIO-MS, é uma entidade que tem várias missões, mas, destas, as mais importantes, a primeira, a tradicional representação sindical e política de seus representados, e a segunda é a sua integração com a sociedade, formando parcerias empresariais, visando o lado econômico e o social.

Quer receber dicas EXCLUSIVAS de empreendedorismo?

TOPO