Rua Almirante Barroso 52 - Bairro Amambaí Campo Grande / MS CEP: 79008-300
(67) 3311- 4425

Sindicatos e Federações do comércio participam de capacitação sobre o Sistema de Excelência em Gestão Sindical

Representantes de 17 sindicatos empresariais de Mato Grosso do Sul participam, nesta quinta-feira, 10, na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul (Fecomércio-MS), do encontro para atualização do Sistema de Excelência em Gestão Sindical (SEGS). A abertura do evento foi feita pelo presidente do Sistema Fecomércio-MS, Edison Araújo, que falou sobre os desafios do momento . “Estamos ao lado da classe empresarial mostrando a importância do recolhimento para que a gente defenda os interesses da categoria”.

 

A apresentação do Guia de Excelência do SEGS foi realizada pelo representante, especialista técnico, da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Alexandre Marcelo Santos. Com a Reforma Trabalhista, que desobrigou o recolhimento da contribuição sindical, alertou Marcelo, é preciso “ter um modelo focado em ferramentas que nos aproximem cada vez mais dos nossos representados”.

 

Marcelo ressalta que a mudança no modelo do SEGS já era planejada e com a reforma, a abordagem passou a ser mais específica para a realidade das entidades. “A gente usava o MEG, que é o Modelo de Excelência e Gestão da FNQ, que é bastante abrangente, só que vimos que era momento de focar nas atividades fins porque as entidades precisam se aproximar cada vez mais do empresariado”.

 

Multiplicador do SEGS, Reginaldo Lima, da Fecomércio-MS, ressalta que, especialmente no contexto das mudanças de relações de trabalho, os sindicatos precisam adotar uma nova postura para atender seus afiliados. “Precisamos prestar melhores serviços e buscar a sustentabilidade dos sindicatos. O novo SEGS, além dos processos gerenciais também enfoca os eixos de atuação sindical, seja a representação, oferta de produtos e a comunicação”.

 

Presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Ponta Porã, Amauri Ozório Nunes, está otimista com a reformulação do SEGS.  “O SEGS é excelente às entidades, pois nos capacita atendendo a nossa necessidade em gestão. Estou certo de que esse novo formato será ainda melhor”, destaca. “O momento é muito desafiador, especialmente com a contribuição sindical sendo facultativa. O SEGS nos traz novas ideias para trazer a arrecadação, o que fortalece os colaboradores das entidades para continuar em frente”.

Notícias Relacionadas

Fecomércio © - Federação do Comércio do Estado do Mato Grosso do Sul