Rua Almirante Barroso 52 - Bairro Amambaí Campo Grande / MS CEP: 79008-300
(67) 3311- 4425

Fecomércio-MS é parceira do programa Empresa Pró-Ética lançado na Capital

Foi lançado nesta quarta-feira (29) em Campo Grande, pelo ministro da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União, Torquato Lorena Jardim, o programa Empresa Pró-Ética, que busca fomentar a adoção de medidas de integridade pelas instituições privadas, na prevenção e o combate à corrupção e outros tipos de fraudes. A iniciativa do governo federal tem o apoio da Fecomércio-MS.

 
O presidente do Sistema Fecomércio-MS, Edison Araújo, afirmou que o setor produtivo do Estado já tem buscado essa prática e que o programa vem reforçar uma iniciativa constante do empresariado do setor do comércio de bens, serviços e turismo. "Nós temos feito a nossa parte, dentro das nossas instituições, tanto é que elas são modelo de ética no País inteiro. O que falta é esse mesmo comprometimento da parte pública, e isso nós temos cobrado. Precisamos desse entendimento, de que a prevenção e o combate à corrupção é dever de todos, e deve ser feita em casa, no trabalho, em qualquer ambiente que estivermos inseridos", afirma.  
 
O ministro Torquato Jardim apresentou o programa aos empresários do Estado e falou das etapas do processo para a escolha do selo pró-ética. "O programa é um reencontro do setor privado com o setor público, em um ambiente de ensinamento mútuo. As empresas se reúnem com o Ministério da Transparência, fazem uma primeira fase de auditoria, depois em uma segunda fase ela é reauditada por um júri misto - setor publico setor privado - até que algumas são escolhidas para receber o selo pró-ética", explica. 

 

 
O programa - O Pró-Ética é uma iniciativa pioneira na América Latina e foi criado em 2010 pelo Ministério da Transparência em parceria com o Instituto Ethos. O objetivo é incentivar nas corporações a adoção de políticas e ações necessárias para se criar um ambiente íntegro, que reduza os riscos de ocorrência de fraude e corrupção.
 

Entre os benefícios para as empresas que participam da iniciativa estão: reconhecimento público do comprometimento com a prevenção e combate à corrupção; publicidade positiva para empresa aprovada que figure na lista; avaliação do Programa de Integridade por equipe especializada; relatório com a análise detalhada de suas medidas de integridade e com sugestões de aprimoramento.

 
Neste ano, o prazo para participação vai até 28 de abril. Mais informações no link: http://www.cgu.gov.br/assuntos/etica-e-integridade/empresa-pro-etica/empresa-pro-etica
Foi lançado nesta quarta-feira (29) em Campo Grande, pelo ministro da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União, Torquato Lorena Jardim, o programa Empresa Pró-Ética, que busca fomentar a adoção de medidas de integridade pelas instituições privadas, na prevenção e o combate à corrupção e outros tipos de fraudes. A iniciativa do governo federal tem o apoio da Fecomércio-MS.
 
O presidente do Sistema Fecomércio-MS, Edison Araújo, afirmou que o setor produtivo do Estado já tem buscado essa prática e que o programa vem reforçar uma iniciativa constante do empresariado do setor do comércio de bens, serviços e turismo. "Nós temos feito a nossa parte, dentro das nossas instituições, tanto é que elas são modelo de ética no País inteiro. O que falta é esse mesmo comprometimento da parte pública, e isso nós temos cobrado. Precisamos desse entendimento, de que a prevenção e o combate à corrupção é dever de todos, e deve ser feita em casa, no trabalho, em qualquer ambiente que estivermos inseridos", afirma.  
 
O ministro Torquato Jardim apresentou o programa aos empresários do Estado e falou das etapas do processo para a escolha do selo pró-ética. "O programa é um reencontro do setor privado com o setor público, em um ambiente de ensinamento mútuo. As empresas se reúnem com o Ministério da Transparência, fazem uma primeira fase de auditoria, depois em uma segunda fase ela é reauditada por um júri misto - setor publico setor privado - até que algumas são escolhidas para receber o selo pró-ética", explica. 

 

 
O programa - O Pró-Ética é uma iniciativa pioneira na América Latina e foi criado em 2010 pelo Ministério da Transparência em parceria com o Instituto Ethos. O objetivo é incentivar nas corporações a adoção de políticas e ações necessárias para se criar um ambiente íntegro, que reduza os riscos de ocorrência de fraude e corrupção.
 

Entre os benefícios para as empresas que participam da iniciativa estão: reconhecimento público do comprometimento com a prevenção e combate à corrupção; publicidade positiva para empresa aprovada que figure na lista; avaliação do Programa de Integridade por equipe especializada; relatório com a análise detalhada de suas medidas de integridade e com sugestões de aprimoramento.

 
Neste ano, o prazo para participação vai até 28 de abril. Mais informações no link: http://www.cgu.gov.br/assuntos/etica-e-integridade/empresa-pro-etica/empresa-pro-etica

Notícias Relacionadas

Fecomércio © - Federação do Comércio do Estado do Mato Grosso do Sul