Rua Almirante Barroso 52 - Bairro Amambaí Campo Grande / MS CEP: 79008-300
(67) 3311- 4425

Dia das Mães vai movimentar R$ 230,8 milhões em MS

O comércio de MS irá receber um aporte de R$ 230,8 milhões referentes à compra de presentes para o Dia das Mães. Os dados foram divulgados nesta terça-feira com base em pesquisa realizada, em conjunto, pela Fecomércio MS, Universidade Anhanguera-Uniderp e Fundação Manoel de Barros. Foram ouvidas 2 mil pessoas de 13 cidades do Estado (Aparecida do Taboado, Aquidauana, Anastácio, Chapadão do Sul, Campo Grande, Corumbá, Dourados, Ladário, Naviraí, Paranaíba, Ponta Porã, São Gabriel d´Oeste e Três Lagoas). Os dados revelam, ainda, que o valor médio, por presente, será de R$ 166,00, pouco superior ao valor do ano passado que foi de R$ 139,00. “Nossas últimas pesquisas mostram que o valor médio do presente aumentou. Em consequência, há elevação também significativa na receita total com vendas neste período, impactando positivamente na nossa economia”, explica o presidente da Fecomércio MS, Edison Araújo. “Lembrando que estamos na segunda melhor data para o comércio varejista." Pesquisa em números – Segundo os entrevistados, em Mato Grosso do Sul serão homenageadas as mães (53%), esposas (21%), sogras (17%) ou outra pessoa (9%). Entre os presentes mais citados estão peças do vestuário (16%), perfumes e cosméticos (14%), flores (12%), calçados (11%), bolsas e acessórios (11%) ou joias e bijuterias (7%). Pouco mais de 5% dos filhos e filhas deverão presentear com eletrodomésticos. Entre as opções estão o forno micro-ondas (13%), condicionador de ar (10%), liquidificador (10%) ou fogão (8%), entre outros aparelhos. Quase 5% dos compradores indicaram que deverão comprar eletroeletrônicos neste dia. Neste segmento sobressaem os celulares (27%), os tablets (14%) ou as televisões (11%). Formas de Pagamentos – A pesquisa levantou ainda dados sobre a forma de pagamento. A maior parte dos entrevistados afirmou que prefere o pagamento à vista (49%). O pagamento com cartão de crédito será a escolha de 35%. Poucos escolherão o pagamento parcelado (15%) e deverão saldar a conta em até 3 pagamentos (55%). “Essa preferência indica que os consumidores procuram diminuir a ação dos juros bancários e dos cartões. Para os lojistas, significa que terão menor risco e entrada segura de dinheiro em caixa”, afirma Edison Araújo. Local das compras - A escolha do presente e local de compra está condicionada a qualidade do produto (36%), marca (19%), forma de pagamento (12%), propaganda (8%) e o local da loja (8%), afirma a pesquisa. As lojas nos centros comerciais das cidades são as preferidas para as compras. Em Campo Grande, as lojas localizadas no centro é a escolha de 37% dos compradores, seguido de 30% para o Shopping Campo Grande, 19% para o Shopping Norte Sul Center, 5% para o Shopping Bosque dos Ipês, 6% para as lojas localizadas em bairros e 2% comprarão de lojas virtuais pela internet. Em Dourados, a escolha do local para compra pelos consumidores divide-se em 53% nas lojas do centro da cidade, 36% no Shopping Avenida Center, 4% nas lojas dos bairros e 6,5% em compras pela internet. Já em Corumbá e Ladário, 53% dos consumidores irão às compras nas lojas do centro e 12% nas dos bairros. No entanto, 26% dos compradores afirmaram que irão comprar nas lojas localizadas no outro lado da fronteira, na Bolívia. Compras pela internet é a escolha de quase 6% dos compradores. Em Ponta Porã, 52% escolheram comprar nas lojas do centro e 20% nas lojas do Paraguai, 25% nas lojas dos bairros e 2% comprarão pela internet. Nas demais cidades pesquisadas, 80% escolherão as lojas no centro, 12% no bairro e 5,5% comprarão pela internet. A pesquisa foi realizada entre os dias 14 e 19 de abril.   Confira aqui todas as pesquisas

Notícias Relacionadas

Fecomércio © - Federação do Comércio do Estado do Mato Grosso do Sul