Rua Almirante Barroso 52 - Bairro Amambaí Campo Grande / MS CEP: 79008-300
(67) 3311- 4425

Apesar de números negativos, fechamento de lojas desacelera em MS

Segundo estudo feito pela Divisão Econômica da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), sobre o saldo de aberturas e fechamento de lojas no primeiro trimestre de 2017 no Brasil, Mato Grosso do Sul registrou um saldo negativo de 113. Apesar do resultado negativo, o número é menor do que o registrado no primeiro trimestre de 2016, quando o saldo foi de 633 lojas fechadas.

 

Os dados apontam uma melhora gradual na comparação aos quatro trimestres de 2016. No segundo trimestre o índice foi de 464 fechamentos, no terceiro, 405, e no quarto, 264. "Apesar do resultado negativo, observamos indícios de uma recuperação lenta, mas gradativa. Mato Grosso do Sul também foi o estado do Centro-Oeste que registrou o menor saldo negativo. Em 2017 a intenção de consumo e o índice de confiança do empresário apresentaram melhores resultados que em 2016. Para uma recuperação efetiva, ainda são válidas as estratégias, bem como a paciência, planejamento e criatividade dos empresários", afirma o presidente do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Fecomércio-MS (IPF-MS), Edison Araújo.

 

Em relação as demais unidades federativas, o maior saldo negativo foi registrado em São Paulo (-2497) e o menor, no Acre (-1 empresa). No ranking dos resultados com menores índices, Mato Grosso do Sul ficou em 9º lugar, juntamente com o Rio Grande do Norte, ficando atrás do Acre, Tocantins, Piauí, Paraíba, Amapá, Sergipe, Alagoas e Maranhão.

Fonte: IPF - Fecomércio MS

Notícias Relacionadas

Fecomércio © - Federação do Comércio do Estado do Mato Grosso do Sul